* Ministro recebe ADI sobre auxílio-moradia do MP.

A Associação Nacional dos Servidores do Ministério Público (ANSEMP) ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a resolução nº 177/2014 que institui o pagamento do auxílio-moradia no valor de R$ 4.300,00 a procuradores e promotores de Justiça, assim como, os demais membros do Ministério Público da União (MPU).

Nesta terça-feira (07), o Ministro Luiz Fux recebeu a ADI e determinou as providências iniciais para levar o processo a julgamento.

Como um dos articuladores nacionais, o Secretário-Geral do Sindicato dos Servidores do MP e Coordenador-Geral da Federação, Aldo Clemente, comemora a decisão do Ministro de receber a ADI: “Espero que o STF julgue o caso com celeridade, suspendendo o pagamento de um auxílio (moradia) que é no mínimo imoral, pela natureza, bem como por não ter nenhuma comprovação para recebimento. A sociedade não suporta mais esse tipo de imoralidade de um órgão que deve respeito aos ditames constitucionais, como deveria ser o Ministério Público”.
z
FUX.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »