* Justiça determina pagamento de indenização e salários ao servidor que tentou assassinar promotores.

O Portal No Ar destaca que o juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara de Fazenda Publica da Comarca de Natal, determinou indenização de quase R$ 80 mil e a retomada dos pagamentos dos salários ao servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte Guilherme Wanderley Lopes da Silva, afastado e preso após ter atirado contra três promotores.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »