* Suplente não assumirá mandato com afastamento de Ricardo Motta.

Por se tratar de afastamento judicial pelos próximos  180 dias e não licença, o suplente do deputado estadual Ricardo Motta (PSB) não assumirá o mandato. 

O gabinete de Motta continuará funcionando normalmente é toda estrutura mantida, mas o parlamentar está impedido de frequentar a Assembleia Legislativa e usufruir dos serviços do Poder Legislativo. 

A defesa de Motta, feita pelo advogado Thiago Cortez, já recorreu da decisão.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »