* Fortaleza dos Reis Magos retorna ao Governo do RN.

O Governo do RN marca um momento histórico para o Rio Grande do Norte nesta quinta (15/03), às 10h, com a assinatura do termo de transferência de gestão da Fortaleza dos Reis Magos, que será realizada nas dependências do monumento.

Na oportunidade, o governador Robinson Faria e as direções do Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional (IPHAN) e da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), firmam o documento que transfere a administração da fortificação histórica.

A solenidade oficial terá o ato simbólico da entrega da chave da Fortaleza ao Governador Robinson Faria, além da participação de bailarinos da Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão e da Banda de Música da Marinha.

Restauração

O equipamento, que desde 2013 estava sob a gestão do IPHAN, após anos anteriores da administração estadual, terá obras de restauração de piso, teto e acessibilidade, através de investimentos em torno de R$ 5 milhões do Governo Cidadão, assegurados pelo governador Robinson Faria.

O monumento é um dos mais visitados pontos turísticos de Natal. A edificação conta um pouco da história da capital e de todo o estado do Rio Grande do Norte. Construído para proteger Natal ainda na época de sua colonização, a fortificação está localizada na Praia do Forte, Zona Leste da cidade. A construção, que demorou 30 anos, foi concluída em 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis.

20 anos

Pelo termo de cessão do equipamento, celebrado entre a FJA e o IPHAN por um período de 20 anos, caberá ao Governo do Estado conservar o imóvel, respondendo por todas as despesas de uso, guarda e preservação, seguindo as orientações do órgão federal.

O retorno da gestão da Fortaleza é uma dos principais ações em pauta na atual administração da Fundação José Augusto.  Para a diretora geral da FJA, Isaura Rosado, “trata-se de uma determinação expressa pelo Governador Robinson Faria quando nos convidou a assumir a Fundação José Augusto”. “Para isso contaremos com a parceria indispensável das SETUR, SIN, IPHAN e SPU”, complementa o diretor administrativo da FJA, Iaperi Araújo.

A Fortaleza foi tombada em 1949 e esteve sob administração da FJA até 2013. Uma grande intervenção para a conservação foi realizada em 2005 com recursos do IPHAN.  Em 2013 a gestão foi transferida para a União.

Durante a gestão do IPHAN, o Superintendente Regional Armando Holanda, articulou a devolução do equipamento ao Governo do RN, devido a reduzida estrutura do órgão federal para a administração da Fortaleza. Na oportunidade, o projeto de restauração estava pronto e aprovado pelo IPHAN, cujas sucessivas mudanças na direção do órgão retardaram a transferência que agora se concretiza.
Robinson Faria.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »