* Relator apresenta proposta da nova Lei de Licitações.

O deputado federal João Arruda (MDB-PR) apresentou parecer da nova Lei de Licitações (Projetos de Lei 1292/95, 6814/17 e outros 230 apensados). Para atender a compromisso do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que garantiu colocar a proposta para votação ainda este ano, o presidente da Comissão Mista que analisa a matéria, Augusto Coutinho (SD-PE), convocou reunião para quarta-feira, 6 de junho.

A modernização da legislação sobre licitações e contratos é esperada pelos gestores locais, que “sofrem diariamente no processo de concorrência pública, por conta da interferência do Ministério Público e do Judiciário”, como reconheceu o deputado responsável pela relatoria. Em encontro com os parlamentares na Confederação Nacional de Municípios (CNM), foram entregues quatro pleitos do movimento com o intuito de melhorar a transparência; unificar e esclarecer a legislação atual; e facilitar os processos de contratação de bens, serviços e obras.

Valores e planejamento

Estão atualizados, no parecer, os preços de dispensa de licitação: de R$ 8 mil para R$ 50 mil no caso de compras ou serviços; e, para obras de engenharia, de R$ 15 mil para R$ 100 mil. União, Estados e Municípios deverão elaborar plano de contratações anual para racionalizar o processo e subsidiar a elaboração das leis orçamentárias. Na preparação, a administração deverá fazer estudo técnico preliminar para avaliar viabilidade técnica e econômica, prevendo: necessidade e requisitos da contratação; previsão do contrato no plano anual; levantamento de mercado e a justificativa para o tipo de solução encontrada; estimativa do valor da contratação, com memórias de cálculo – que pode ser em sigilo até a conclusão da licitação; e possíveis impactos ambientais com as medidas mitigadoras.

Portal

O substitutivo apresentado cria o Portal Nacional de Contratações Públicas (PNCP), que deverá ser instituído pelo Executivo federal e adotado por todos os poderes de todos os entes (União, Estados e Municípios). O site deverá conter: os planos anuais de contratações de todos os órgãos; editais e demais documentos necessários para as contratações; e um registro cadastral dos inscritos em licitações, atualizado anualmente, para habilitação e atestado de cumprimento de obrigações dos processos de seleção.
Reunião.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »