* Adúlteros dão prioridade a amantes em Dia dos Namorados, diz pesquisa.

Pesquisa realizada por site de encontros extraconjugais indica que, além de priorizar, as pessoas comemoram com sexo, já com o cônjuge é comum jantar

Já parou para pensar em como os adúlteros agem em datas comemorativas como o Dia dos Namorados? Ter que lidar com responsabilidade de celebrar a data com duas pessoas é complicado e, muitas vezes, o traidor precisa fazer escolhas. Se você está achando que o cônjuge é sempre a prioridade, está enganada. Segundo uma recente pesquisa, 40% das pessoas preferem aproveitar a data com o amante.

A pesquisa* realizada este ano pelo site de encontros extraconjugais Ashley Madison também identificou quais são as razões que leva alguém a procurar um parceiro extraconjugal e quando gastam com ele. O mais comum é pular a cerca para tentar suprir necessidades não satisfeitas na relação, sem ter que substituir seu cônjuge. Como os amantes acabam satisfazendo os desejos sufocados, é comum que os adúlteros passem a dar prioridade para eles no Dia dos Namorados .
“Normalmente, feriados e ocasiões especiais são reservados para o cônjuge, e o parceiro extraconjugal é deixado de lado”, afirma Isabella Mise, diretora de comunicações do Ashley Madison. “Mas para o Dia dos Namorados deste ano, estamos vendo que os assuntos do coração podem levar a novas tradições com essa importância maior que está sendo colocada no relacionamento extraconjugal”.
Com quem o adúltero gasta mais?
 
Outro dado que chamou atenção é a questão da quantia gasta nas duas relações. Acredite se quiser, mas 41% dos entrevistados afirmam gastar aproximadamente a mesma coisa com o parceiro e o amante. Mais de um terço (41%) gastam entre R$ 100 e R$ 250 com parceiro extraconjugal e 39% gatam a mesma coisa com o cônjuge. Quando o valor sobe para a faixa de R$ 250 a R$ 500, a porcentagem muda, sendo que 32% desembolsa esse valor com o amante e 27% gastam isso com o parceiro, ou seja, o amante está na vantagem.

Esses dados surpreendem porque indicam que o cônjuge não é a prioridade máxima e também coloca em prova se existe uma real distinção entre a importância de cada relacionamento. O detalhe é que apesar do valor gasto entre o amante e o cônjuge ser quase o mesmo, a quantia é usada de maneira diferente e isso fica claro quando se analisa a forma como comemoram a data comemorativa mais romântica do ano.

Motel ou jantar?

A comemoração feita com o amante é, para 45%, dos entrevistados baseada em sexo e só 29% dos entrevistados comemora dessa mesma forma com o cônjuge. Quando se trata de uma comemoração com o parceiro oficial, a maioria (57%) celebra a data com jantar romântico. Resumindo, com a parceira o dinheiro é gasto em um jantar, já com a amante, o valor é usado para pagar um local mais íntimo, como um motel.

“Entre como eles gastam seu dinheiro e como aproveitam seu tempo, os membros pesquisados estão demonstrando que há um aumento no investimento que está sendo feito com parceiros extraconjugais”, fala Isabella que acrescenta que será interessante ver se esta mudança de comportamento tende a continuar em futuras pesquisas.

*A pesquisa realizada para o Dia dos Namorados contou com a participação de 1.063 membros do Ashley Madison entre 25 de janeiro e 18 de maio de 2018.
Ai mata. 
IG
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »