* Ex-presidente do PSC é acusado de pagar prostitutas com fundo partidário.

O Globo conta que Vitor Nósseis, fundador e ex-presidente do Partido Social Cristão, é alvo de um inquérito no MP-MG que apura o uso de recursos da Fundação Instituto Pedro Aleixo para pagar prostitutas.

A fundação é vinculada ao PSC e financiada pelo fundo partidário.

Em 2017, o próprio partido entregou ao MP e à PF uma gravação em que, segundo a sigla, Nósseis afirma ter usado recursos da entidade para “comer putas”.

“Eu tô vendo uma fofoca. Diz que eu dei dinheiro, né? Eu dei dinheiro da fundação para comer as putas… conversa dela. Falei assim: Dei mesmo e comi. Qual o problema? E agora? Vai fazer o que comigo? Dei, mas elas se formaram. Recuperei elas todas pra vida”, ouve-se na gravação.

Segundo o PSC, Nósseis foi expulso no fim de 2017, e desde o ano passado a fundação não tem mais ligações com a legenda.

Em nota ao jornal carioca, o ex-presidente do PSC afirmou que a gravação é “clandestina e apócrifa” e  foi manipulada a pedido do Pastor Everaldo, atual presidente da sigla, em razão de denúncias que Nósseis apresentou contra ele a partir de 2015.
Nossa!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »