* Por 29 a 16, Câmara rejeita abertura de processo de impeachment de Crivella.

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro rejeitou, por 29 votos a 16, abertura do processo de impeachment do prefeito Marcelo Crivella. A Procuradoria da Câmara Municipal do Rio entendeu que era preciso apenas maioria simples para aprovar ou rejeitar projeto. 

Dos 51 vereadores, 45 votaram na sessão desta tarde. Havia, inicialmente, dúvida sobre o número de votos necessários para aprovar ou rejeitar o projeto.

Foram protocoladas, na Câmara do Rio, duas denúncias de infração político-administrativa contra o Marcelo Crivella: uma do vereador Átila Alexandre Nunes (MDB) e a outra do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), em conjunto com Isabel Silva Prado Lessa, presidente do Diretório Municipal do partido.

O caso

Em reunião fechada no Palácio da Cidade, na semana passada, Crivella ofereceu a líderes religiosos ajuda para obter cirurgias de catarata e varizes, pelo SUS, para fiéis. Também acenou com a possibilidade de ajuda a pastores com problemas para obter a isenção legal de pagamento de IPTU para seus templos. O encontro foi documentado pelo jornal O Globo.

Vereadores de oposição na Câmara Municipal conseguiram na terça-feira, 10, assinaturas necessárias para convocar uma sessão extraordinária para discutir a abertura de processo de impeachment contra o prefeito.
Crivella segue de boa!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »