* Em depoimento, empresário diz que coronel Lima captava dinheiro para Temer.

O empresário Gonçalo Torrealba, investigado sob suspeita de pagar propina ao presidente Michel Temer (MDB), afirmou em depoimento à Polícia Federal que o coronel aposentado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho atuava como arrecadador de dinheiro para o emedebista. A revelação foi publicada na edição desta quinta-feira (19) do jornal O Globo.

Essa é a primeira vez que um dos investigados da Operação Skala confirma que o coronel amigo de Temer pediu dinheiro, em nome do presidente, a empresas do porto de Santos (SP), área de influência política do emedebista.

As declarações do empresário contradizem a versão dada por Temer em depoimento por escrito à PF no início do ano. Na ocasião, o presidente escreveu que o coronel nunca havia atuado na arrecadação de recursos para ele.

Torrealba foi ouvido pelos investigadores nos dias 2 e 3 de abril, após a deflagração da Skala, que prendeu temporariamente o coronel Lima e outros amigos de Temer. Embora não tenha feito delação premiada, o dono do grupo Libra deu diversos detalhes sobre sua relação com o presidente e o coronel, como a realização de diversos encontros com ambos, informa O Globo. O depoimento ainda está sob sigilo.
Esse também levará cadeia da braba.
Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/nacional/noticia/2018/04/19/em-depoimento-empresario-diz-que-coronel-lima-captava-dinheiro-para-temer-335990.php
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »