* MDB lança programa de governo e Temer confirma candidatura de Meirelles à Presidência da República.

O presidente Michel Temer (MDB) confirmou nesta terça-feira (22) que não disputará a reeleição e Henrique Meirelles será o candidato do MDB à Presidência nas eleições de outubro deste ano. Meirelles foi ministro da Fazenda de Temer e lançou sua pré-candidatura no início de abril. O partido também lançou nesta terça o programa de governo “Encontro com o Futuro”. As informações são do UOL.

Em determinado momento do discurso, ao comentar os feitos de seu governo, Temer disse esperar que Meirelles pegue o comando do país com “tranquilidade absoluta” e desejou que o ex-ministro seja o único candidato de centro nas eleições.

“Tenho enorme prazer de dizer que ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente da República Federativa do Brasil”, declarou. Ao que o público presente aplaudiu a frase, mas sem o entusiasmo desejado, Temer ponderou que é preciso “animar um pouco o auditório”.

“Meirelles, você tem todas as condições para estar à frente, não só de nosso partido, mas da própria campanha eleitoral e, naturalmente, será uma surpresa.”

Temer foi enfático ao dizer que o MDB deve obrigatoriamente apoiar a candidatura de Meirelles e que não há espaço para divergências internas que possam prejudicar a campanha. Ao contrário, disse, o descontente deverá se desfiliar do partido.

“Pode haver divergência, mas divergência que será resolvida até a convenção nacional. Mas, vamos parar com essa história de ‘ah, não. Mas eu não. Eu vou para tal lugar. Eu não apoio o Meirelles. Eu não apoio fulano.’ Não pode. Então, saia do partido! Não é verdade? Não é possível isso aí. Temos de ter unidade absoluta”, determinou.
Pense numa pareia!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »