* Carlos Eduardo em Baraúna: “Cadê o governador e a senadora da segurança?”

Ao visitar Baraúna, a 315 km de Natal, neste domingo(26/08), o candidato a governador pela coligação 100%RN(PDT/PP/MDB/Podemos/DEM), ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo(PDT), lembrou aos eleitores que a explosão da violência no Rio Grande do Norte, recorde nacional, deve ser cobrada ao atual governador Robinson Faria e à senadora do PT, Fátima Bezerra, que se elegeram juntos quatro anos atrás com o discurso da segurança.

“Cadê o governador da segurança?, cadê a senadora que estava com ele dizendo que ele seria o governador da segurança? Cadê? O que temos hoje é um Rio Grande do Norte transformado em Rio Grande da Morte. Com mais de 1.300 assassinatos, 21 policiais mortos pelo crime. Lembrem que os dois foram eleitos prometendo um Estado diferente do que vemos hoje”.

Carlos Eduardo, a exemplo de todos os lugares que percorre, recebeu reclamações das pessoas sobre a insegurança que vivem.Baraúna é próxima ao Ceará e rota de fuga de quadrilhas que agem no Rio Grande do Norte. “ O medo é de todos. Que história é essa de policial ser morto por bandido? Tem que acabar. Sou cristão e defendo a vida, mas, eleito governador, quem tiver de morrer, que seja o bandido e não policial ou o cidadão de bem”.

O candidato percorreu a feira livre e o mercado local e narrou sua trajetória administrativa nos quatro mandatos como prefeito de Natal sempre reeleito com maiorias crescentes. “Quem trabalha certo, o povo reelege. Quem trabalha errado, o povo bota pra fora! Este ano, vamos votar para mudar o Rio Grande do Norte para melhor”, enfatizou Carlos Eduardo.
Carlos Eduardo conversando com o povo.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »