* Fátima Bezerra mexe em programa de governo e tira indícios de plágio do texto.

A candidata do PT ao Governo do Estado, Fátima Bezerra, apresentou à Justiça Eleitoral na última quinta-feira, 23, uma atualização do seu plano de governo. O novo documento, de 96 páginas, apresenta metas de gestão para diversas áreas e está dividido em cinco eixos: “Valorização da vida, segurança e paz social”, “Desenvolvimento social, cultural e defesa da cidadania”, “Garantia de direitos”, “Desenvolvimento regional sustentável com inclusão” e “Governança administrativa e financeira”.

De acordo com Fátima, o programa de governo é um “documento em construção” e que, por isso, será “aprimorado” durante a campanha. “O texto até agora teve a participação direta de mais de 2 mil pessoas, por meio de debates regionais. E o programa está aberto para participação de qualquer cidadão. Por isso, a cada momento ele é atualizado”, informou a petista, por meio da assessoria.

Matéria publicada pelo Blog do BG nesta segunda-feira, 27, entretanto, mostra que a motivação para a mudança do programa teria sido outra. A reportagem apontou, e o Agora RN confirmou, indícios de plágio no primeiro documento – apresentado à Justiça Eleitoral no ato do pedido para registro de candidatura.

Trechos do primeiro programa de governo apresentado pela candidata são idênticos a passagens do programa inscrito por Wellington Dias (PT) na disputa pelo Governo do Piauí em 2014. Em alguns recortes, as propostas de Fátima se dirigem aos “piauienses”.

Uma das propostas supostamente copiadas se refere ao saneamento básico. Neste tópico, o texto de Fátima é integralmente o mesmo que Wellington Dias submeteu à Justiça Eleitoral do Piauí quatro anos atrás. Os dois documentos falam em “implantar um rigoroso processo educativo junto às comunidades piauienses de combate ao desperdício de água”.

Ainda no quesito saneamento, o programa de Fátima reproduziu a proposta de Wellington Dias de ampliar para 80% dos domicílios da área urbana a rede coletora de esgoto e tratamento de efluentes.

Trecho da primeira versão do programa de Fátima Bezerra – Foto: TRE-RN / Reprodução
Trecho do programa de Wellington Dias de 2014 – Foto: TRE-RN / Reprodução
Na área de infraestrutura e energia, há outro indício de plágio no programa de Fátima Bezerra. No item B da oitava diretriz, o programa da petista fala em “desenvolver e implantar a Tabela de Preços de Custos e Insumos do Estado do Piauí para serviços e obras de engenharia”.

Na apresentação do documento, o texto explica que foram aproveitados no programa de governo “as melhores práticas realizadas por governos progressistas dos estados do Nordeste”. “A organização e sistematização dos programas de governos dos estados do Maranhão, Bahia, Paraíba, Ceará, Piauí e Pernambuco geraram um excelente banco de dados que, foi posteriormente consultado e extraído informações para a construção deste programa”, cita um trecho.

O novo documento apresentado à Justiça Eleitoral mantém a menção ao aproveitamento de propostas de outros governos, mas as falhas da primeira proposta foram corrigidas. No caso da tabela de custos para obras de engenharia, a petista sugeriu criar uma para o Rio Grande do Norte. E, no caso do saneamento, foram apresentadas propostas totalmente reformuladas, excluindo a projeção de ampliação da rede de esgotos.

Procurada, a assessoria de Fátima ainda não se pronunciou.

Confira aqui o primeiro programa de governo de Fátima. E aqui a segunda versão. Clique aqui para ler o programa de Wellington Dias ao Governo do Piauí em 2014.

Agora RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »