* General Girão destaca a importância de eleitores de Bolsonaro votarem em Carlos Eduardo e diz que PT é um “partido criminoso”

“Eu estou trabalhando para isso”. A declaração é do deputado federal eleito, General Girão (PSL), que em entrevista ao BLOG DO FM destacou a importância de os eleitores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) votarem na candidatura do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Aves (PDT), com o objetivo final de “resgatar a bandeira do Brasil e do Rio Grande do Norte”. Conceituando o PT como “um partido criminoso”,  Girão revelou ainda que muitos eleitores que votaram na agremiação no primeiro turno passam agora a somar com a candidatura de Bolsonaro.

“Os brasileiros esclarecidos, que antes eram eleitores desse partido criminoso (PT),  estão vindos em apoio à candidatura de Bolsonaro, isso é importante. Errar é humano.  Já fomos muitos enganados no Brasil, desde a época de Sarney, com a inflação galopante, depois Fernando Collor, com aquela roubalheira. A gente precisa fazer com que o brasileiro entenda  que não temos bandido favorito”, enfatizou.

Para o General Girão, a carreata realizada neste sábado em Mossoró, que reuniu apoiadores de Jair Bolsonaro e Carlos Eduardo Alves, foi “mais uma demonstração democrática e voluntária do apoio ao regate do Brasil e do Rio Grande do Norte”.  O deputado federal eleito diz que o eleitor deve resgatar a bandeira do Rio Grande do Norte e do Brasil.

“O que nos identifica como eleitores de Bolsonaro, primeiro, é que nós somos patriotas e a nossa bandeira é a bandeira do Brasil, assim como a do estado que a gente nasceu e que mora.  Resgatar a bandeira do Rio Grande do Norte para nós tem que ser sob uma bandeira verde, amarela,  azul e branca, e não sob uma bandeira vermelha, que é o que esses ‘caras’ sempre fizeram. Eu lamento por quem faz opção por esse tipo de coloração de nossa bandeia, eu quando era jovem jurei defender a bandeira do Brasil e vou continuar fazendo isso.  Os eleitores de Bolsonaro estão vindo conosco para fazermos juntos esse resgate. Espero que a gente tenha sucesso ao final. Com a chegada do segundo tuno, espero que no dia 28 seja feita a vontade da maioria dos brasileiros”, destacou.

Girão comentou ainda a decisão do vereador Cícero Martins (PSL) de não apoiar a candidatura de Carlos Eduardo Alves. Segundo ele, trata-se de uma decisão pessoal que merece o seu respeito. Para o deputado eleito, Cícero Martins, é um dos vereadores que, na Câmara Municipal de Natal, “exerce uma tribuna sincera e honesta”.

O deputado federal eleito disse ainda que só entrou na política porque entendeu que os políticos resolveram fazer da política uma profissão. “Eu serei sempre um general do Exército, com muita honra. Estou fazendo política agora porque entendi que os políticos brasileiros resolveram fazer da política uma profissão. O Brasil não merece isso e nós temos que mudar essa rede de privilégios que fizeram pra isso”, assinala.
Bolsonaro fechado com Carlos Eduardo.
BLOG do FM.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »