* Ao lado de Bolsonaro, Dodge defende minorias, liberdade dos professores e da imprensa.

Ao lado de Jair Bolsonaro (PSL), a procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, fez nesta terça-feira (6) um discurso com vários recados ao presidente eleito durante sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Dederal de 1988. Entre outras coisas, ela defendeu minorias, meio ambiente, liberdade de imprensa e de cátedra e a autonomia universitária, acrescentando que o Ministério Público continuará atuante na defesa dos princípios constitucionais.

Em sua fala, que não foi aplaudida por Bolsonaro —o presidente eleito aplaudiu os outros discursos—, Dodge disse sobre a Constituição Federal que “não basta reverenciá-la, é preciso cumpri-la’. Segundo a procuradora-geral a carta magna possibilitou o fortalecimento e a promoção do “bem de todos sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade, e quaisquer formas de discriminação”, objetivos fundamentais da República, em suas palavras.
Dodge na pauta.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »