* “Só os generais é que vão nomear?”, pergunta Silas Malafaia.

No RIO no encontro de lideranças evangélicas e judaicas com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Estavam presentes vários pastores, inclusive o prefeito Crivella. Mas, o pastor SILAS MALAFAIA foi quem levantou o tom da discussão. Na entrevista dada à redes de TV e jornais. 

O pastor deu a entender que se BOLSONARO continuar nomeando sem levar em consideração os partidos pode começar cedo a chamada crise de governabilidade. Sobre a mudança da embaixada para JERUSALÉM o religioso disse que BOLSONARO está certo e que tem que cumprir a promessa.

Só os generais é que vão nomear?… Ele vai ter que negociar os cargos que não sejam os fundamentais, porque assim é a política. Dizer que partidos não vão nomear eu não acho que seja o caminho, porque isso é política…  vão cobrar a nomeação. Nos mais de 20 mil cargos, ele vai ter fazer isso. Porque isso se chama política, seja na América, no Brasil… Vai pagar um preço“, disse o pastor carioca.
É cada figura que surge nesse "novo" Brasil.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »