* Flávio Bolsonaro promete depor ao MP e vê ‘manipulação da mídia’

O senador Flávio Bolsonaro (PSL) manifestou-se nesta quinta (10) sobre a investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) quanto às movimentações suspeitas feitas pelo seu assessor Fabrício Queiroz.

Flávio disse que pediu ao Ministério Público do Rio acesso à íntegra dos autos e que irá agendar um depoimento com os procuradores.

Ele, no entanto, faltou à audiência marcada pelo MP para esta quinta (10). O senador disse que só foi notificado na segunda (07). Como ele tem foro especial, pode escolher a data e o local em que falará.
Pressionado pelo estrago que o caso está fazendo neste início de governo, Flávio disse que há “manipulação da mídia” para responsabilizá-lo e que irá depor.

“Como não sou investigado, ainda não tive acesso aos autos, já que fui notificado do convite do MP/RJ apenas no dia 7/Jan, às 12:19. No intuito de melhor ajudar a esclarecer os fatos, pedi agora uma cópia do mesmo para que eu tome ciência de seu inteiro teor”, escreveu Flávio no Facebook.
“Ato contínuo, comprometo-me a agendar dia e horário para apresentar os esclarecimentos, devidamente fundamentados, ao MP/RJ para que não restem dúvidas sobre minha conduta. Reafirmo que não posso ser responsabilizado por atos de terceiros, como parte da grande mídia tenta, a todo custo, induzir a opinião pública”, concluiu.

Na última terça (08), as filhas e a mulher de Fabrício Queiroz também não compareceram ao depoimento marcado pelo Ministério Público.
Aí tem no mínimo uma laranjada.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »