* Governo do Rio fecha exposição na Casa França-Brasil.

A Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro suspendeu a exposição Literatura Exposta na Casa França-Brasil. A programação de domingo, 13, teria uma performance do coletivo És Uma Maluca, que tinha como tema uma crítica à tortura durante a ditadura militar.

A encenação, indicada para maiores de 18 anos, seria realizada por duas mulheres nuas interagindo com baratas de plástico que saiam de um ralo. A obra era parte de uma das instalações que estavam na Casa França e que já havia sido alterada a pedido da direção do centro histórico. Na ocasião, um áudio com discursos do presidente Bolsonaro sobre o Coronel Brilhante Ustra, considerado o líder das torturas na ditadura militar, foi substituído por uma receita de bolo. 

Em nota à imprensa, o secretário de Cultura e Economia Criativa, Ruan Lira, afirmou que o cancelamento foi realizado devido a uma quebra de contrato. Segundo ele, a programação deste domingo não estaria incluída no que foi firmado com a secretaria.

“A decisão foi tomada devido ao descumprimento do contrato assinado entre as partes em 3 de julho de 2018 e que prevê o cancelamento unilateral em caso de descumprimento das obrigações estabelecidas. O referido contrato não inclui em seu objeto a programação informada para o último dia do evento. Também exige que as atividades sejam autorizadas pelo Iphan, com pedido feito com 45 dias de antecedência, o que não ocorreu – impedindo, portanto, a realização do programa agendado para este domingo”, escreveu.
Para muito é ato foi censura.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »