* Líder árabe diz que veto a frigoríficos é retaliação contra Bolsonaro.

O ex-secretário-geral da Liga Árabe Amr Moussa disse a Jamil Chade, do Estadão, que a decisão da Arábia Saudita de descredenciar cinco frigoríficos brasileiros é retaliação contra o governo de Jair Bolsonaro.

O motivo é o anúncio de Bolsonaro de que a embaixada brasileira em Israel será transferida de Tel Aviv para Jerusalém, nos moldes do que Donald Trump fez com a representação dos EUA.

“O mundo árabe está enfurecido”, disse Moussa. “Essa é uma expressão de protesto contra uma decisão errada por parte do Brasil. Muitos de nós não entendemos o motivo pelo qual o novo presidente do Brasil trata o mundo árabe dessa forma”, acrescentou o diplomata egípcio.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal, o motivo alegado para o veto dos sauditas aos frigoríficos foram questões técnicas.
Toma viés ideológico. 
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »