* Confirmado no cargo, Bebianno diz que ‘pedir demissão é confessar culpa’

A interlocutores próximos, o ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, dizia antes da reunião com Onyx Lorenzoni que o confirmou no cargo, que não havia possibilidade de pedir demissão ao presidente Jair Bolsonaro.

Segundo Bebianno, o gesto seria uma confissão de culpa. “O presidente terá que me demitir”, disse.  Acabou não sendo necessário. No Palácio do Planalto, ele recebeu de Onyx Lorenzoni a informação de quer o presidente conta com os seus serviços no governo.
Bolsonaro na pauta.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »