* Kim Jong-un reconstrói instalação de mísseis.

A Coreia do Norte restaurou parte de uma instalação de teste de mísseis que o país havia começado a desmontar após promessa feita pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un, na primeira cúpula com o presidente dos EUA, Donald Trump, no ano passado. Em reação, John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional de Trump, alertou que novas sanções podem ser adotadas se Pyongyang não encerrar seu programa nuclear.

Para especialistas ouvidos pela imprensa internacional, a retomada da instalação é uma tentativa de Kim de ter mais cartas na mão para negociar novamente com os EUA em uma eventual terceira cúpula. Segundo eles, a Coreia do Norte vive uma profunda crise econômica acentuada pelas sanções americanas.

Na terça-feira, a agência de notícias sul-coreana Yonhap e dois centros de estudos dos EUA relataram obras em andamento na estação de lançamento de satélites Sohae, em Tongchang-ri, onde o país testa tecnologias para mísseis balísticos intercontinentais.

A reconstrução teria começado dois dias depois da fracassada segunda reunião entre Trump e Kim, em Hanói, no Vietnã. O encontro terminou abruptamente em razão de dúvidas sobre até onde Pyongyang pretende ir para limitar seu programa nuclear e até que ponto os EUA estão inclinados a amenizar as sanções impostas ao país.
Coreia do Norte na pauta.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »