* Prefeito de Nova York chama Bolsonaro de perigoso, racista e homofóbico.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, classificou o presidente Jair Bolsonarocomo um “ser humano perigoso” e pediu que uma homenagem a ele seja cancelada. A cerimônia está prevista para ocorrer no Museu de História Natural da maior cidade norte-americana no dia 14 de maio.

“Bolsonaro não é perigoso somente por causa de seus racismo e homofobia evidentes”, declarou de Blasio nessa sexta-feira, 12, durante entrevista à emisora de rádio WNYC. “Infelizmente, ele também é a pessoa com maior poder de impacto sobre o que se passará na Amazônia daqui para a frente”.

O prefeito comentava sobre uma cerimônia de gala da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos para homenagear Bolsonaro como “Pessoa do Ano”. O órgão reservou o Museu de História Natural para realizar o evento e conceder a honraria.

A medida recebeu críticas pelo posicionamento de Bolsonaro em relação ao meio ambiente. No Twitter, o museu afirmou que o espaço foi alugado antes do nome do homenageado ser escolhido. O espaço cultural ainda disse estar “preocupado” e estuda as opções.
Detonou o mito. 
ESTADÃO CONTEÚDO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »