* ‘E esse vídeo maluco?’, questiona Janaina sobre publicação de Bolsonaro.

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) questionou, em um grupo no WhatsApp com companheiros da bancada do partido na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a divulgação, pelo presidente Jair Bolsonaro, de um vídeo em que um pastor congolês o apresenta como um “estabelecido por Deus” para comandar o Brasil. “E esse vídeo maluco de messias? O que ele quer com isso?”, indagou Janaina.

A informação foi revelada pela rádio Jovem Pan nesta segunda-feira, 20. Em mensagem de áudio também enviada ao grupo, a deputada estadual mais votada da história do país, que chegou a ser cotada para concorrer como vice de Bolsonaro, mas recusou, também questiona a “plenitude” das faculdades mentais do presidente.
 
“Eu peço que vocês assistam e respondam: ‘O senhor, um presidente da República, na plenitude de suas faculdades mentais, publicaria um vídeo desse?'”, indagou.

No vídeo compartilhado no Facebook por Jair Bolsonaro no domingo, o pastor Steve Kunda afirma que “na história da Bíblia houve políticos que foram estabelecidos por Deus. Um exemplo quando falam do imperador da Pérsia Ciro. Antes do seu nascimento, Deus fala através de Isaías: ‘Eu escolho meu servo Ciro’. E senhor Jair Bolsonaro é o Ciro do Brasil. Você querendo ou não”.

Em nova mensagem de texto aos pesselistas da Alesp, Janaina Paschoal reclamou ainda da “cegueira” deles e afirmou que tentará deixar a bancada do partido. “Amigos, vocês estão cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada. Acho que os ajudei na eleição, mas preciso pensar no país. Isso tudo é responsabilidade”, afirma na mensagem de texto. Na sequência, a deputada saiu do grupo.
Esse já virou inimiga dos fanáticos, fato.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »