* Morre o ex-piloto de Fórmula 1 Niki Lauda, aos 70 anos.

O tricampeão de Fórmula 1 Niki Lauda morreu na noite desta segunda-feira, 20, aos 70 anos. O austríaco convivia com sérios problemas respiratórios desde o acidente que quase tirou sua vida, em 1976, e estava internado em Viena em decorrência de complicações desses antigos problemas.

Atualmente, ele era presidente de honra da equipe Mercedes. “Com profunda tristeza, anunciamos que nosso amado Niki morreu pacificamente com sua família na segunda-feira. Suas realizações únicas como atleta e empreendedor são e permanecerão inesquecíveis. Seu incansável entusiasmo pela ação, sua franqueza e sua coragem permanecem um modelo e uma referência para todos nós. Era um marido amoroso e atencioso, pai e avô longe do público, que sentirá sua falta”, disse o comunicado publicado pela família.

Em 2018, o ex-piloto passou por um transplante de pulmão e ficou mais de dois meses internados. No começo deste ano, ele permaneceu mais dez dias no hospital, depois de ter febre durante as festas de fim de ano. E enfrentou dois transplantes de rim, em 1997 e 2005.

Niki Lauda conquistou os títulos na Fórmula 1 nos anos 1975 e 1977, pela Ferrari, e em 1984, pela McLaren, o único piloto a ser campeão pelas duas equipes. Disputou 177 corridas nessa categoria automobilística, conquistando 25 vitórias e 24 pole positions. Durante a carreira, atuou em cinco equipes: March, BRM, Ferrari, Brabham e McLaren.
NikI Lauda, da McLaren, comemora a vitória no Grande Prêmio da Holanda de 1985, no pódio com o francês Alain Prost, também da McLaren, e o brasileiro Ayrton Senna, da Lotus
NikI Lauda, da McLaren, comemora a vitória no Grande Prêmio da Holanda de 1985, no pódio com o francês Alain Prost, também da McLaren, e o brasileiro Ayrton Senna, da Lotus.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »