-

* Itaú: Será se às intenções são boas?

O povo de Itaú precisa estudar o histórico dos candidatos da sua terra, assim como práticas dos seus familiares mais próximos, fato.

A ascensão de um político ao poder executivo eleva junto os seus familiares pois é até natural o apoio político na época da campanha e em contra partida sua participação no seio da gestão no caso da administração.

Segundo informações, existem práticas habituais de certos membros da sociedade itauense totalmente condenáveis, tido "tomar" casas dos populares em pagamento de débitos comerciais, sendo o valor do imóvel ao "bel-prazer" do comerciante. Isso é grave e condenável existe a premonição do ato futuro.

Por última, estão interditando espaços dentro de Itaú, para determinado lado político não realizar movimentações políticas, isso é democrático?

Assim, é importante se analisar certas práticas do candidato e do seu clã para não se cair em certas armadilhas prevista para uma escolha errada.

Analise tudo Itaú e responda...

Será se às intenções são boas?

Pense e faça a melhor escolha e saibam que sua decisão terá consequências de 4 longos anos se for errada, fica à dica!

Abre o olho seu moço.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Escrever comentários
Caroline
AUTOR
29 de setembro de 2020 10:07 delete

Bom dia, sr. João Marcolino Neto. Me chamo Caroline, sou filha de Itaú, porém não moro na cidade, no momento não tenho conhecido profundo sobre a política local e também não sou eleitora do município. Mas, um fato me chamou atenção na sua reportagem... quando diz “estão interditando espaços dentro de Itaú, para determinado lado político não realizar movimentações políticas, isso é democrático?”... suponho que esteja se referindo ao episódio envolvendo o parque de vaquejada, se estiver errada, me perdoe. Caso esteja certa, vim aqui apenas para informá-lo e para que o senhor possa informar seus leitores que o espaço em questão se trata de uma PROPRIEDADE PRIVADA. Não tem que se falar em privação de espaço para lado A ou lado B, repito, é uma propriedade privada, e como tal cabe ao proprietário a decisão de quem pode ou não usufruir do espaço. Como o senhor mesmo indagou em sua matéria, sim, isso é democracia e é lei. Atenciosamente, com todo o respeito, tenha um bom dia.

Caroline Melo.

Responder
avatar