-

* Rodrigo Pacheco tranca conta no Twitter para investigar suposto ataque.

O Twitter do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), teve as publicações trancadas nesta segunda-feira (29) após uma suspeita de ataque coordenado ao perfil do político. Conforme informações do Congresso em Foco, a assessoria de Pacheco afirmou que a medida foi tomada para analisar a situação.

O senador integrou o movimento de congressistas que pressionaram o governo federal pela demissão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. No domingo (29), ele repudiou o ataque do chanceler à senadora Kátia Abreu (PP-TO), após ele tentar associar a pressão pela demissão a um lobby em relação ao 5G.

Na ocasião, Rodrigo Pacheco afirmou que existia uma necessidade de criação de fatos políticos para “sombrear ou para estabelecer uma cortina de fumaça” em torno dos problemas enfrentados pelo Brasil.

Detalhe: Os empresários realizaram elogios e o nome do senador Pacheco entrou entre os presidenciáveis e hoje, houveram esses ataques, coincidência. 

Será alvo frequente seu moço.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »