-

* Servidores estaduais recebem salários de janeiro com reajustes de 10%. Professores também serão contemplado como reajuste de 31,3% do Piso do Magistério.

 O pagamento dos salários do funcionalismo público estadual referente ao mês de janeiro será efetuado nos dias 28 (sexta-feira) e 31 (segunda-feira) com o reajuste de 10% para os servidores efetivos ativos e inativos, além da incorporação inicial de 20% da bolsa desempenho dos policiais militares, civis e penais, dos plantões extras e de demais benefícios concedidos às forças de Segurança Pública.

A folha de pagamento de janeiro também incluirá o reajuste de 31,3% do magistério, contemplando mais de 17 mil professores ativos e inativos.

Na sexta-feira recebem os aposentados, pensionistas e reformados. Já na segunda-feira é a vez dos servidores da ativa, da administração direta e indireta. “Esse é um esforço enorme para demonstrar o nosso respeito e valorização aos servidores públicos. Nós estamos passando por uma pandemia e uma crise financeira no país e, mesmo diante desse quadro de dificuldades, estamos pagando servidores dentro do mês trabalhado e fornecedores em dia, graças a uma gestão fiscal e financeira eficiente”, frisou o governador da Paraíba João Azevedo, durante o programa semanal Conversa com o Governador, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara.

Calendário de pagamento:

  • 28/01 – aposentados, pensionistas e reformados;
  • 31/01 – servidores da ativa (Administração Direta e Indireta)

Paraíba diferente.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

2 comentários

Escrever comentários
25 de janeiro de 2022 19:12 delete

O PIB da Paraiba e mais de duas vezes menor quw o de Pernambuco e aqui estamos.com salarios defasados há
mais de dez anos na Educação....e os Analistas em Gestão Educacional recebem.menos que um nivel.medio dentro da SEE PE.....complicado!!!! Parabéns Sr Governador da Paraiba e funcionários...

Responder
avatar
ELIEUDES.
AUTOR
26 de janeiro de 2022 14:10 delete

Uma vergonha esse reajuste, foi anunciado no diário oficial uma comissão para estudo e reformulação do PCCV que está defasado e injusto com os analistas e até hoje nada e esse reajuste sai sem discutir na mesa de negociação?! Absurdo!

Responder
avatar