-

* Pesquisador de Mossoroense pede esmola em redes sociais de 10 centavos para concluir pesquisa que poderá salvar a vida de milhões de brasileiros sequelados da covid-19.

O Projeto criado por Paulo foi enviado a todos os deputados estaduais federais e senadores do RN e nenhum quis apoiar a iniciativa que poderá salvar a vida de milhões de Brasileiros. 

Paulo Paiva, natural de Mossoró, RN, é um jovem estudioso que vem se destacando mesmo com todas as adversidades enfrentadas. Filho de um vendedor de água mineral e de uma vendedora de tapioca, que não concluíram sequer o ensino primário em escolas públicas, Paulo é uma verdadeira inspiração. 

Aos 17 anos, ele foi aprovado em 17 vestibulares e recebeu o título de Honra ao Mérito em Educação do Governo do RN. Aos 18 anos, recebeu o título de Honra ao Mérito em Educação da Câmara de Mossoró, além da Medalha Dr. Duarte Filho em Saúde pelas suas pesquisas com crianças com câncer, mesmo não tendo formação em Medicina. 

A iniciativa de Paulo ganhou destaque em jornais nacionais e internacionais, sendo notícia em sites de Portugal e em telejornais dos Estados Unidos. Ele criou uma ferramenta inovadora que reduz os sintomas da quimioterapia infantil através de jogos digitais. Seu trabalho recebeu elogios de personalidades como o poeta Bráulio Bessa do programa "Encontro com Fátima Bernardes", o apresentador Sikeira Jr e os artistas Falamansa e Caju da dupla Caju e Castanha. 

A professora Dra. Ana Cláudia Santa Rosa, ex-Secretária de Educação do RN, chamou Paulo de "Pequeno Einstein Mossoroense" em referência ao famoso cientista, e o recebeu em seu gabinete. Paulo também foi convidado para palestrar na Campus Party, o maior evento de tecnologia do mundo, por três anos seguidos. 

Com doações de amigos e estranhos, Paulo montou um laboratório em sua casa dedicado não apenas à busca pela cura do câncer infantil, mas também à defesa dos portadores de neoplasia, tendo criado até um projeto de lei que foi aprovado com mérito na Câmara de Grossos pela então vereadora Clorisa Linhares e posteriormente em Natal, através do mandato do ex-deputado e vereador Ney Lopes Jr. Seu trabalho já foi exposto em jornais nos Estados Unidos e em Portugal. 

Durante a pandemia, Paulo criou um projeto de criação do Centro de Reabilitação de Sequelados de Covid, que foi aprovado como lei em Baraúna, RN, e em outras cidades. Ele busca agora levar a iniciativa para debate na Assembleia do RN e na Assembleia dos Deputados Federais, visando realizar uma audiência pública sobre o pós-Covid-19. Segundo ele, suas pesquisas são essenciais, uma vez que muitas pessoas estão sofrendo com sequelas como esquecimentos, dores em articulações, problemas cardiorrespiratórios e depressão. 

Em entrevista, Paulo lamenta que suas propostas foram recebidas com negacionismo por técnicos do Ministério da Saúde do antigo presidente, que afirmaram que a pandemia não deixou sequelas nem vítimas, sugerindo que ele desligasse a TV e voltasse aos livros. Mesmo com todos os títulos 

Clamo a população e as empresas por patrocínio da minha pesquisa que poderá salvar milhões porem especialmente clamo a classe política que ate agora nenhum deputado ou senador do RN me recebeu 

Email e telefone de contato 
84 9 9896-1913.

[email protected]

Pesquisador.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »