* Pesquisa Datafolha para presidente: Bolsonaro, 28%; Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 10%; Marina, 5%.

O Datafolha divulgou nesta sexta-feira (28) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 9 mil eleitores entre quarta-feira (26) e sexta-feira (28).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 10%
Marina Silva (Rede): 5%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%

Em relação ao levantamento anterior do instituto , divulgado na quinta-feira (20):

Bolsonaro ficou estável com 28%;
Haddad subiu de 16% para 22%;
Ciro passou de 13% para 11%;
Alckmin oscilou de 9% para 10%;
Ciro Gomes e Alckmin estão tecnicamente empatados.
Marina passou de 7% para 5%;
Os indecisos se mantiveram em 5% e os brancos ou nulos, de 12% para 10%.

Simulações de segundo turno

Ciro 42% x 36% Alckmin (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Alckmin 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 12%; não sabe: 2%)
Haddad 39% x 39% Alckmin (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Haddad 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Ciro 41% x 35% Haddad (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

A colega dos dados foi feita entre os dias 26 e 28 de setembro com 9 mil eleitores de 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi calculada com margem de erro 2% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95% de retratar a realidade. A pesquisa DataFolha contratada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. Ela foi registrada no TSE sob o protocolo BR-08687/2018.

Haddad com a força do preso, rumo a vitória. É brincadeira.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »