* Ex-prefeito encontrado morto pode ter sido vítima de espancamento .

O ex-prefeito de Serranos (MG), José da Cunha Vasconcelos Filho, de 73 anos, que foi encontrado morto na última quinta-feira (07) em um sítio em Aiuruoca (MG), pode ter sido vítima de espancamento.

"Ele gostava de fazer, mexia com roça, trator, toda vida ele gostou, toda vida foi trabalhador, ele não saía dali do cantinho dele", disse o filho do ex-prefeito, Josmar da Cunha Vasconcelos.

Segundo a polícia, a primeira suspeita era de morte natural. Mas como o estado de decomposição do corpo estava avançado, ele foi levado ao IML de Pouso Alegre para exames de necropsia. Lá a família disse que ouviu dos funcionários que a causa da morte poderia ser espancamento.

"Informou que a morte não foi natural e devido à autópsia, que apareceu muitos hematomas, fraturas na cabeça, atrás, fratura no tórax, no fêmur, no pescoço", disse o irmão do ex-prefeito, Benedito Vasconcelos.

O corpo dele foi enterrado na cidade natal dele, Munhoz, na tarde de sexta-feira (8). A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o possível homicídio.

O delegado regional de São Lourenço, Gustavo Fernandes Teixeira, disse que a polícia já fez uma perícia no local e nas proximidades da propriedade onde o corpo foi encontrado. A polícia aguarda os resultados dos exames do IML que devem indicar a causa da morte para continuar as investigações.

José da Cunha Vasconcelos Filho foi eleito prefeito de Serranos nas eleições de 2016. Ele garantiu o cargo pela diferença de apenas um voto do segundo colocado. Em 2018, ele teve o mandato cassado pela câmara. O processo era por supostas infrações político-administrativas. Desde então, ele vinha tentando recursos na Justiça para recuperar o cargo.
Ex-prefeito morto. 
EPTV2
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »