-

* Prefeitura de Pau dos Ferros fará distribuição de Cestas Básicas aos pauferrenses.

A Prefeitura de Pau dos Ferros fará a distribuição de cestas básicas do Governo do Estado para as famílias que entraram em situação de insegurança alimentar em decorrência da pandemia.

Visando o aumento de casos da COVID-19 e seguindo as normas do decreto Estadual e Municipal, como também, dar celeridade a documentação a ser enviada ao Estado, estamos coletando dados para possível recebimento de cestas básicas.
A inscrição será efetuada mediante análise dos dados pelo Conselho Municipal de Assistência Social.

Público Alvo - Famílias referenciadas e/ou acompanhadas pelos Serviços Socioassistenciais que NÃO receba PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF) e que entraram em situação de insegurança alimentar devido à pandemia com prioridade para os segmentos de desempregados, ambulantes, trabalhadores autônomos ou horistas, que atuam nas áreas e empreendimento afetados com os fechamentos, como entornos de áreas turísticas, trabalhadores de rua, catadores de materiais recicláveis, carroceiros, famílias vitimadas por desastres, faxineiros (as), profissionais que atuam nas áreas de turismo, cultura, bares e restaurantes, como os garçons e pessoal de apoio que atuam, prioritariamente, em pequenos empreendimentos que não estejam sendo atendidos por Associações ou Organizações que os representem.
OBS.: DESTACAMOS QUE NESTE PRIMEIRO MOMENTO SERÃO PRIORIZADOS O PÚBLICO ACIMA CITADO, FICANDO O ATENDIMENTO DA SOLICITAÇÃO A DEPENDER DA QUANTIDADE DISPONÍVEL DE CESTAS PARA ATENDER TODO ESTADO.
Data para cadastro: de 29/04 a 03/05
Locais: CRAS, CREAS e Prefeitura.
Onde ocorrerá o cadastro:
CRAS Riacho do Meio - Rua Joel Praxedes
CRAS Central: Rua Francisco Dantas ao lado da capela de Nossa Senhora de Fátimap
CRAS Manoel Deodato: Rua Paul Harris
Inscreva-se também pelo nosso formulário (acesse em nosso site).
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Escrever comentários
30 de abril de 2021 00:03 delete

Parabéns aos governos estadual e municipal por socorrer essa parcela mais vulnerável da população, que tem sido a mais impactada pela grave crise econômica e sanitária instalada no país, em razão da pandemia de coronavírus, que atinge o mundo inteiro e que, segundo a OMS, está longe de ser erradicada.

São sempre dignas de aplauso quaisquer ações de governos que visem beneficiar essa parcela da população desempregada, esfaimada e desprovida, cujo sonho de consumo é tão somente ter um prato de comida.

Tal iniciativa deveria ser imitada pelos demais gestores públicos do país, em todas as esferas de governo.

Responder
avatar