* Assaltantes fazem arrastão em residência no interior do RN, fogem e depois voltam com o corpo de uma mulher.

Criminosos invadiram uma residência na madrugada desta quarta-feira (06) na zona rural do município de Pureza, distante 65 quilômetros de Natal, e fizeram um arrastão no local. Os bandidos ainda tentaram levar o dono da casa como refém, mas ele conseguiu fugir. Os bandidos foram embora, mas depois voltaram e deixaram sobre a cama de casal o corpo de uma mulher seminua. A mulher, que foi assassinada a tiros, ainda não foi identificada. 

O crime aconteceu por volta das 2h, na comunidade de Bebida Velha, momento em que quatro homens chegaram à propriedade. Dois deles entraram na residência e fizeram toda a família refém. A mulher do dono da casa, os filhos, a sogra e netos foram trancados em um cômodo. 

"Os criminosos ainda colocaram o dono da casa dentro do carro da família, mas ele conseguiu fugir. Então, os bandidos foram embora levando o carro, que é um veículo modelo Classic, duas TVs, celulares e uma caixa de som amplificada", contou o sargento da PM Sebastião Galdino. 

Ainda de acordo com o sargento, dois dos quatro bandidos voltaram pouco tempo depois. "Voltaram no carro em que eles estavam, e procuraram pelo dono da casa, que havia escapado. Só que ele e a família já haviam deixado a casa e estavam escondidos em algum outro lugar. Foi quando os assaltantes roubaram uma moto de um vizinho e foram novamente embora. Passou mais um tempo e eles retornaram à comunidade e deixaram a moto que haviam levado. Ninguém sabe por qual motivo. E mais uma vez foram embora", acrescentou Galdino. 

Por fim, o sargento contou que os vizinhos entraram na casa da família assaltada para ver o estrago que os bandidos haviam feito. Foi quando encontraram o corpo de uma mulher sobre a cama de casal. A mulher morta, que ninguém na região sabe quem é, estava seminua e coberta com um lençol. Havia marcas de tiros no rosto, nas costas e um dos braços estava quebrado. 

"Também encontramos um preservativo dentro do quarto, mas só a perícia técnica poderá afirmar se também houve violência sexual", complementou Galdino. 

O carro do dono da casa ainda não foi encontrado. O caso será investigado pela Polícia Civil.
Caso bárbaro na pauta.
 G1/RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »